Halloween Horror Nights 2021

20211006_205252

Hoje vim falar sobre a minha experiência no Halloween Horror Nights desse ano. É a segunda vez que vou (acho que a primeira vez faz uns 5 anos), e, apesar do post estar um pouquinho atrasado – se não me engano só restam 10 dias de HHN- acho que pode ajudar quem ainda está para ir.

Para quem não sabe nada sobre o HHN, vou dar um resumão: O parque da Universal fecha no final do dia, mas nos meses de setembro e outubro, ele reabre logo depois para o HHN, um evento que vai de umas 6 da tarde até o começo da madrugada. O ingresso é vendido separado do ingresso normal, e a grande maioria das atrações normais não funciona. A montanha russa Rock It e o Men In Black funcionam, e é só isso o que eu sei dizer a respeito do que ainda fica aberto. Nessas atrações fechadas, muitas casas mal-assombradas tomam o lugar, enquanto outras são montadas em áreas não acessíveis normalmente.

Geralmente o HHN tem por volta de 10 casas, e pode ser difícil passar por todas em uma noite. Por isso, vim dizer quais são as melhores e as piores casas do ano:

Melhores casas: Beetlejuice e Texas Chainsaw Massacre
Piores Casas: Unearthed e Revenge of the Toothfairy

Em geral, você pode contar que as casas com temas de filmes ou séries vão ser as melhores. A casa do Beetlejuice não foi a mais assustadora, mas foi a casa com a melhor decoração e melhores efeitos (na minha opinião, claro), enquanto a do Texas Chainsaw Massacre é a mais assustadora.

Se você quer ir em todas as casas e só tem uma noite para visitá-las, recomendo que compre um express pass (é mais 90 dólares…). No HHN de uns cinco anos atrás eu não consegui ir em todas as casas em uma noite só, mas nessa eu consegui. Vale a pena dizer que consegui, mas foi por pouco, e que eu e meu marido não paramos para comer, além de que sabemos como chegar nos pontos das casas.

Fila: Se você tem problemas de coluna como eu, talvez seja interessante alugar uma cadeira de rodas. Sério mesmo. Vão ser os melhores 20 dólares que você vai gastar no parque.

Uma coisa que eu reparei no HHN desse ano é que não fomos separados em grupos como na vez que fui anos atrás. Basicamente, a fila de entrada era a mesma que caminhava para dentro da casa. Isso talvez tenha diminuído o tempo de espera. Anos atrás, eles separavam as pessoas em grupos de 5 ou 6, mas, segundo o meu marido essa vez que eu fui e que foi assim foi uma exceção. O fato de todo mundo ter ido junto dessa vez fez a casa ser um pouco menos assustadora (mais uma vez, opinião pessoal), pois a equipe acaba não focando no grupo e no alvo mais medroso (eu, sempre), além de que, se você olhar para trás dá aquela sensação de segurança, e você também acaba vendo algumas vezes o que vai acontecer com você se prestar atenção no pessoal da frente.

Além das casas, existem também as scare zones – áreas do parque que são cheias de pessoas tentando assustar os visitantes, o que é bem bacana.

Um último detalhe é que, ao contrário do parque normal, o álcool é vendido em quantidade no HHN. Para quem é super medroso (como eu), ajuda muito, hahaha.

Se você está planejando visitar Orlando pela primeira vez, super recomendo que planeje a sua viagem para os meses de setembro e outubro. Vale muito a pena.

Enfim, é isso. Não esquece de seguir lá no Instagram e no Facebook
Beijinhos e até a próxima!

This entry was posted in Fora do país and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s